Sócios Formadores Autônomos

São considerados Sócios Formadores Autônomos aqueles que optam não constituir uma formação única especifica na categoria Sócio Institucional Formação. Ao invés disso, buscam a certificação da ABP para seus cursos, seminários e formações corporais profissionais. Este modelo de atuação possibilita uma contribuição valiosa ao desenvolvimento teórico e prático dos psicomotricistas generalistas, enriquecendo o campo da psicomotricidade com experiências e perspectivas diversificadas. Deverá ser Sócio Titular da ABP de no mínimo 3 anos e estar adimplente durante todo o período. Deverá ter comprovação de ampla experiência na área de psicomotricidade, incluindo prática clínica e ou/educacional, docência e pesquisa. A ABP requer um mínimo de 8 (oito) anos de atuação profissional específica nesse campo. O sócio deverá apresentar documentação comprobatória. Deverá ter experiência comprovada teórico-­prática em psicomotricidade no campo universitário e/ou institucional de no mínimo de 6 (seis) anos. Deverá apresentar evidências de contribuições significativas para o campo, por meio de publicações, desenvolvimento de metodologias inovadoras, participação em congressos e seminários, entre outras. Deverá submeter uma proposta metodológica como requisito obrigatório para pleitear a categoria de Sócio Formador Autônomo. Esta proposta deve refletir os padrões de qualidade e os objetivos educacionais alinhados às diretrizes da associação para obter a certificação pela ABP. O Sócio Formador Autônomo deve aderir aos princípios éticos e às diretrizes profissionais estabelecidas pela ABP garantindo uma prática responsável e respeitosa tanto na área profissional quanto de ensino. O pagamento da anuidade do sócio formador autônomo corresponde ao mesmo valor do sócio titular. A regularidade financeira como Sócio Formador Autônomo e Sócio Titular são condições simultâneas e as anuidade dos dois são obrigatórias para a certificação e atuação contínua no mercado como formador autônomo. Para qualificar-se como Sócio Formador Autônomo e atuar profissionalmente é obrigatório passar por um processo de avaliação conduzido por sócios titulados designados pela Associação Brasileira de Psicomotricidade (A BP). Esse procedimento abrange urna entrevista, análise documental e avaliação detalhada da proposta pedagógica. A certificação oficial da ABP, atestada pela emissão de um certificado, é fundamental. Esse documento comprova a competência do profissional para ministrar cursos, seminários e formação corporal profissional em psicomotricidade, certificando que sua prática está alinhada aos padrões e diretrizes estabelecidos pela associação. A avaliação da documentação ocorrerá por meio da aprovação de dois integrantes da Comissão Científica da Nacional, dois integrantes da Diretoria da Nacional e dois integrantes da Comissão Acadêmica. O candidato apresentará de forma escrita as diretrizes teóricas que norteiam sua prática e o campo epistemológico condizente com a Psicomotricidade, por meio de um dossiê com um Memorial Descritivo do percurso profissional do candidato e as diretrizes teóricas que norteiam sua prática e que devem ser condizentes com a Psicomotricidade. Ao final do processo, a documentação ficará arquivada na secretaria da ABP para consulta pública.

Para se candidatar a Sócio Formador Autônomo, envie email para cientifica@psicomotricidade.com.br.